Teste CS Grátis – Porque NÃO Assinar?

teste cs gratis

Teste CS Grátis – Porque NÃO Assinar?

Teste CS – Card Sharing

Essa é uma técnica que consiste em compartilhar o cartão do receptor da operadoras de TV a cabo entre vários usuários utilizando a rede de computadores, em especial a internet.

O CS é utilizado apenas para decodificar os canais de TV a cabo e não se trata de um sistema que compartilha imagens ou o sinal de satélite, mas apenas os dados de decodificação do cartão.

 

Esse tipo de sistema representa a maior ameaça ao modelo atual de TV paga porque seu custo mensal é muito baixo, entre 2,5% a 5% do valor cobrado pelas operadoras de TV a cabo para uma assinatura full (todos os canais e PPV).

Funcionamento:

De forma simplificada o funcionamento segue a seguinte lógica. Com dois ou mais receptores FTA (free to air) conectados em rede, um dos receptores será o servidor onde é colocado o cartão da operadora de TV a cabo que lê os dados do cartão e passa para os outros receptores que nesse caso serão os clientes, fazendo com que estes funcione como se tivesse também um cartão original.

Na prática, permite que um só cartão de assinante “abra” o sinal noutros receptores que estejam permanentemente conectados através da internet ao receptor/servidor que tem o cartão original ou pareado. Os receptores podem estar conectados na mesma casa ou regiões diferentes já que o processo será todo pela internet.

Saiba mais sobre Login para CS (recursos necessários para compartilhamento). Clique Aqui!

Veja no layout abaixo o funcionamento do CS.

Card Sharing

telecine-header

 

Tecnologia que pode ser considerada recente. É bastante difundida na Europa e está começando a ficar comum no Brasil também.

O Card Sharing ou CS é conhecido por muitos adeptos do mundo satélite como uma solução para se ter acesso a certos tipos de canais. Há alguns poucos anos, o CS começou a ser conhecido e utilizado pelos italianos, ingleses e nórdicos, com o objetivo de compartilhar o acesso a alguns sistemas, a exemplo do NDS Sky.

Os sistemas de encriptação como o Conax, que é impossível de desencriptar devido às suas barreiras de segurança, hoje se consegue extrair suas informações, através de emulação, utilizando sistemas de CS.

Um usuário brasileiro pode compartilhar um cartão virtualmente com um inglês, por exemplo, e assim ter acesso ao NDS, ficando o inglês com acesso aos canais compartilhados e podendo, ainda, recompartilhá-los com os seus amigos.

Assim, o CS é cada vez mais conhecido, podendo um só emulador (“cam”) suportar todas os cartões e sem necessitar mudar configurações ou usar emuladores, poder acessar inúmeros canais.

Mesmo com as medidas de segurança adotadas pelos provedores, para tentar inibir o uso do CS, seu uso vem crescendo na Europa e em outros países pelo mundo.

o CS consiste na partilha de um ou vários cartões de decodificação através da Internet. Funciona através da conexão de dois ou mais receptores.

Netflix

Em um dos receptores é colocado um cartão decodificador de um determinado operador, o primeiro equipamento funciona como receptor/servidor: lê os dados do cartão decodificador e passa-os para outro (ou outros receptores), fazendo com que este funcione como se tivesse também um cartão original. Ou seja, na prática, permite que um só cartão de assinante “abra” o sinal nos outros receptores que estejam permanentemente conectados através da Internet ao receptor/servidor que tem o cartão.

Os receptores podem estar conectados na mesma casa ou mesmo em estados ou países diferentes.

Entretanto, nem todos os receptores funcionam em CS. Ao contrario, são bem poucos os que conseguem funcionar neste sistema, pois a condição principal é terem ligação à Internet.

Os mais conhecidos são os famosos Dreambox, Azamérica S900HD, Azbox Elite HD e Azbox Premium HD, para isso é necessário o aparelho ter uma entrada RJ-45, providos de um firmware especifico e um emulador. Com as devidas configurações serão capazes de interagir entre si

Contrário ao que muitos possam pensar, não se trata de um sistema em que são partilhadas as imagens ou o sinal de satélite ou cabo, mas sim apenas os dados de decodificação do cartão.

Para evitar más interpretações salientamos que as marcas dos equipamentos indicados são receptores FTA completamente normais e legais e só funcionam em CS quando alterado o firmware original.

Banda de transmissão

Bandas de transmissão são determinadas faixas de frequência que são utilizadas nos satélites para transmissão de sinais de TV. Atualmente, as bandas mais comuns são:

Banda C: 3.7 a 4.2 Ghz (Deve-se usar antenas grandes, teladas ou fechadas)
Banda Ku: 10.7 a 12Ghz (Deve-se usar antenas fechadas e podem ser pequenas)
Para captar cada Banda, deve-se utilizar um lnbf apropriado.
O satélite Amazonas 2, lançado recentemente, irá utilizar a Banda L, bastante incomum e que exigirá um novo decodificador compatível com esta banda.
Atualmente, a maioria dos canais digitais abertos (FTA) estão em Banda C, mas está havendo uma migração para a Banda Ku em função do menor custo das antenas receptoras, que podem ser a partir de 45 cm de diâmetro. Isto ajudará na popularização deste sistema de transmissão de sinais de tv por satélite.

Como curiosidade, existe um único satélite no mundo (StarOne C2) que ainda transmite em Banda C analógico. Ele é exclusivo para o mercado Brasileiro.

 

REGIÕES DE COBERTURA NET HD CS

NET SP

São Paulo, Santo Andre, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Guarulhos, Mauá, Mogi das Cruzes, Itaquaquecetuba, Cajamar, Embu, Franco da Rocha, Francisco Morato, Ribeirão Pires, Itapecerica da Serra, Suzano.

NET BH

Belo Horizonte e região.

NET RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, São Gonçalo, Rio Bonito.

NET BRASILIA

Brasília, Gama, Taguatinga, Brasilândia, Sobradinho, Planaltina, Ceilândia, Guara.

NET CAMPINAS

Campinas, Indaiatuba, Salto, Sorocaba, Itu, Angatuba, Jundiaí, Limeira, Americana, Araras, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Sumaré, Hortolândia, Valinhos, Vinhedo, Rio Claro e Piracicaba.

NET SUL

Maringá, Joinville, Caxias do Sul, Pelotas, Canoas, Ponta Grossa, Blumenau, Londrina e São Jose do Rio Preto.

NET CURITIBA

Curitiba, São José dos Pinhais, Almirante Tamandaré, Marialva, Ponta grossa, Araucária, Guaratuba.

NET BAURU

Bauru, Londrina, Cambe, São Jose Do Rio Preto, Birigui, Cantaduva, Mariliafranca, Maringá, São Bernardo Do Campo, Rio Preto Cascavel, Brusque, Blumenau Joinville, Passo Fundo, Pelotas Caxias Do Sul E Ponta Grossa.

FLORIPA

Florianópolis, São José, Biguaçu, Erechim, Caçador-SC.

NET MANAUS

Toda a Região.

NET-OSASCO

Toda Região.

RIBEIRÃO

Ribeirão Preto e região.

NET BELÉM

Toda a Região.

SANTOS

Santos, Praia Grande, Cubatão, São Vicente, Taboão da Serra, Guarujá, São Sebastião, Itanhaém.

TRIANGULO MINEIRO

Toda a Região.

VALE

São José Dos Campos, Taubaté, Pindamonhangaba, Caçapava, Guaratinguetá, Jacareí, São Bernardo, Caraguatatuba, Tremembé, Lorena, Canas.

NET VITORIA

Toda região Vitoria , Cariacica, Serra, Vila Velha.

 

Marcio Resende
info@rioxmarketing.com

MBA - Marketing - Web Developer

No Comments

Post A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

ARTIGOS

Fale Com Um Especialista Agora Mesmo